DESTAQUE:
print this page
Última Postagem:

Cuerpo de Infantería de Marina


Forças Especiais do Cuerpo de Infantería de Marina simula uma Maritime Interdiction Operations (MIO) a bordo da fragata chilena Blanco Encalada (FF 15), durante os exercícios PANAMAX em 2006.
O Cuerpo de Infantería de Marina, conhecidos popularmente como cossacos, é uma unidade da Armada Chilena especializada em ataques anfíbios. É formado por cerca de 4.200 homens.
 
Fuzileiros Navais chilenos desembarcam do LST Valdivia durante exercícios.
O Corpo de Fuzileiros Navais do Chile nasceu com o estabelecimento das primeiras forças armadas de um Chile independente: O Corpo foi fundada por Don Bernardo O'Higgins Riquelme em 16 de junho de 1818, através de um Decreto Supremo. No entanto, o antecessor do Corpo de Fuzileiros Navais na história chilena pode ser encontrado nos esforços iniciais de revolucionários patriotas contra a Espanha em um desafio real de controle do mar. Na verdade, uma força de 25 soldados a bordo do "Aguila" constituiu o embrião da Marinha, que desde então participou de todas as ações para que os navios de guerra chilenos foram envolvidos.

Decreto de O'Higgins descreveu o papel dos fuzileiros navais: "essas pessoas vão disparar fuzis das cofas, [e] vão manejar o facão em abordagens e baioneta e o canhão nos desembarques." O Corpo de Fuzileiros Navais, assim, tornou-se um complemento indispensável para os marinheiros da Marinha.
MISSÃO
 "Para fornecer o comandante operacional dos fuzileiros navais forças organizadas, equipadas e treinadas, com o objetivo de contribuir para a projeção do poder naval, para defender a costa e da segurança interna e institucional." Em outras palavras, ela consiste principalmente de força de assalto anfíbio, força de defesa costeira, forças especiais, órgãos de apoio e guarnições.

Também organiza, equipa e treina para desenvolver em tempos de conflito operações e ações características dos fuzileiros navais agindo como componente insubstituível do poder naval do país, contribuindo de forma eficaz para salvaguardar a integridade da soberania territorial.

Os fuzileiros navais chilenos se deslocavam através dos meios disponíveis da Marinha do Chile. O advento dos barcos a vapor e de maior alcance da artilharia, ampliavam o alcance dos combates para distâncias maiores; as abordagens de embarcações foram se tornando cada vez mais impraticáveis e a presença dos fuzileiros no convés, se tornou desnecessária. Por essa razão o papel predominante era o do artilheiro e assim se criou o Batalhão de Artilharia da Marinha.

Em 1866, os membros deste batalhão tiveram que cobrir as guarnições dos navios de guerra e fortificações em terra. Em tal condição, todos posteriormente participaram de todas as ações da Guerra Naval do Pacífico, mostrando extraordinária coragem e agressividade.

Nesta guerra se destacou o Desembarque na Pisagua, o primeiro assalto anfíbio da era moderna. Operações anfíbias foram realizadas em 2 de novembro de 1879, onde o esquadrão chileno de apoio de fogo naval e de escolta, apoio o desembarque de forças compostas por 9.000 homens em Caleta Pisagua e capturou a posição em uma ação rápida ofensiva, tendo apenas 4 horas. As forças peruanas, depois de uma forte resistência inicial, foram derrotadas devido à forte agressividade demonstrada pelos soldados chilenos.

Em 1887, passou a funcionar como artilharia de costa. Tal definição da missão levou à atualização dos regulamentos orgânicos do Corpo, que em 1938 foi definido como de Defesa Costeira.

A partir de 1964, o Corpo de Fuzileiros foi completamente reorganizado e reorientado, sendo rebatizado como Corpo de Fuzileiros Navais e constituindo uma força anfíbia moderna, que continuou a evoluir de acordo com as exigências da instituição para ter uma capacidade anfíbia real e capaz de contribuir em projetar o poder naval sobre o território hostil.

A outra missão dos fuzileiros navais é a proteção, manutenção e monitoração das instalações navais, sendo o mais famoso O Lions Gate com a sua unidade de segurança sob a ordem e destacamento de segurança da Marinha, em Talcahuano (principal base naval de Chile) é responsável pela manutenção da ordem e segurança no interior da base naval e dos continentes navais.
Força Especiais durante treinamento.
ORGANIZAÇÃO
Brigada Expedicionária Anfíbia
A Força Expedicionária de alta flexibilidade no âmbito das operações anfíbias estar pronta para operar e empregar as suas unidades subordinadas para uma resposta gradual, adaptável para todas as situações e terreno, desde a manutenção da paz e manobras em conflitos de alta e baixa intensidade. Esta brigada seria composta das seguintes unidades:
Compañía Comando de Brigada

Batallón IM N° 2 "Miller"

Batallón IM N° 3 "Aldea"

Batallón de Apoyo de Combate IM N° 4 "Hurtado"

Batallón Logístico IM N° 5 "Canave"
Destacamento Principais
Os fuzileiros navais chilenos estão organizadas em quatro destacamentos do porte de batalhão (chamados Destacamento de Infantería), além das unidades de apoio.

Destacamento de Infantería de Marina N º 1 "Lynch": estacionada em Fort Condell, Punta Gruesa sul de Iquique (Quarta Zona Naval quarta): Sua principal função é fornecer artilharia e defesa costeira, com baterias de obuses e mísseis Excalibur.
Destacamento de Infantería de Marina N º 2 "Miller": estacionada em Fort Aguayo, setor Torquemada, Concón (Primeira Naval Zona): É descrito como um batalhão reforçado de fuzileiros navais, e é o elemento principal de manobra dos fuzileiros navais chilenos. Esta unidade é utilizada para o assalto anfíbio e projeção de força. Esta unidade tem aumentado a mobilidade, e treina ao longo da costa chilena. Em suas instalações funcionam também o Centro de Apoio Logístico da CIM, o que proporciona uma maior rapidez e qualidade na manutenção de veículos e materiais de Corpo.
Destacamento de Infantería de Marina N º 3 "Aldea": localizado na antiga Escola de Artesáns Navais, hoje Fort O'Higgins, Tumbes Península, ao norte de Talcahuano (Segunda Zona Naval): Neste destcacamento funciona o Centro de Entrenamiento Básico de Infantería de Marina (CENBIM), em que cadetes e recrutas recebem instrução básica.
Destacamento de Infantería de Marina N º 4 "Cochrane": localizado no Rio de los Ciervos sul de Punta Arenas (Quinta Zona Naval): Este Destacamento de Fuzileiros Navais tem características semelhantes ao Destacamento de Fuzileiros Navais "Lynch" por causa de sua localização fronteirissa. É especializado em defesa do litoral e do uso de artilharia.
Brasões
DIM"Cochrane"DIM "Aldea"DIM "Miller"DIM "Lynch"
OUTRAS UNIDADES
 
Tropas do CIM durante exercícios anfíbios
Cada zona tem um Destacamento Naval de Ordem e Segurança "(Destacamento de Orden y Seguridad), que atua como guarnição das bases e policia militar. Há destacamentos menores em áreas remotas como Puerto Williams e Isla de Pascua. A CIM também é responsável pela proteção do comandante-em-chefe da Marinha e contribuiu com uma seção para a segurança das instalações do Ministério da Defesa, em Santiago. No Corpo também funciona a Escuela de Infantería de Marina del "Comandante Jaime Charles", onde é ministrada formação especializada para oficias e marinheiros, lá também funciona o Comando Naval Educacional da Marinha.

O serviço das bandas da Marinha do Chile é do Corpo de Fuzileiros Navais do Chile, elas são: Banda de Músicos de la Escuela Naval Arturo Prat, Banda de Músicos de la Escuela de Grumetes Alejandro Navarette Cisterna, Banda de Músicos de la Academia Politecnica Naval, Banda de Músicos de la 1ZN,2ZN,3ZN,4ZN,5ZN e Banda de Músicos del Buque Escuela Esmeralda. Estas bandas tem sua origem meados do século 19, quando a banda da Artilharia Marinha foi criada para prestar apoio musical para a Marinha do Chile.
Operações
As tropas do Cuerpo de Infantería de Marina do Chile, são qualificadas no Chile como forças de elite, e são consideradas pelo governo para participar nas operações da manutenção da paz sob o mandato das Nações Unidas. Vários contingentes de fuzileiros navais chilenos desempenharam estas funções, uma Companhia, desde 2004, participa da MINUSTAH no Haiti.
EQUIPAMENTOS
Navios Anfíbios
NavioNúmero PennantOrigemTipoClasseEm serviçoNotas
Sargento AldeaLSDH França-Classe Foudre1TCD Foudre-L9011
AquilesAP-41 Chile--1-
RancaguaLST-92 Chile-Classe BATRAL1-
ChacabucoLST-95 Chile-Classe BATRAL1-
ElicuraLSM-90 Chile-Elicura classe1-
OrompelloLSM-94 United States-Elicura classe1-
O LSDH-91 Sargento Aldea da Classe Foudre
Veículos
NomeTipoEm serviçoorigemNota
FV101 ScorpionReconnaissance veículo29 Reino Unido 
Bandvagn 206monitorado articuladas, portador de todo o terreno40 Suécia 
HMMWVUtility Vehicle luz20 United States 
Petit Véhicule ProtégéUtility Vehicle luz15 França 
KIA KM 25Caminhão militar  República da Coreia 
KIA KM 420Utility Vehicle luz  República da Coreia 
KIA KM 450Off-road  República da Coreia 
KIA KM 421Ambulância  República da Coreia 
Um FV101 Scorpion, de fabricação britânica, em operação com CIM
Artilharia e sistemas de defesa aérea
NomeTipoEm serviçoorigemNota
Soltam M-71Obus28 Israel 
KH-178Howitzer rebocado16 República da Coreia 
ExocetAnti-navio de mísseis4 França 
M252 argamassaArgamassa (arma)  Reino Unido 
Maçarico (míssil)Homem-portáteis de defesa aérea sistemas  Reino Unido 
Bofors 40 mmArtilharia antiaérea  Suécia 
Oerlikon 20 milímetros canhãoArtilharia antiaérea  Suíça 
Armas individuais e leves
NomeTipoaferirorigemNota
Heckler & Koch HK33Rifle de assalto5,56 mm AlemanhaRifle de assalto padrão.
M16 rifleRifle de assalto5,56 mm United States 
M4 carabinaRifle de assalto5,56 mm United StatesForças Especiais.
Heckler & Koch MP5Metralhadora de mão9 milímetros AlemanhaPadrão Submachine.
FN P90Metralhadora de mão5,7 mm Bélgica 
FAMAE SAFMetralhadora de mão9 milímetros Chile 
Ultimax 100Metralhadora leve5,56 mm Cingapura 
Rheinmetall MG3De propósito geral metralhadora7,62 mm Alemanha 
M60 metralhadoraDe propósito geral metralhadora7,62 mm United States 
M82A1Anti-material rifle12,7 mm United States 
AT4anti-tanque arma84 milímetros Suécia 
M72 LEIanti-tanque arma66 milímetros United States 
Lançador de granadas Mk 19Lançador de granadas automático40 milímetros United States 
Milkor MGLLançador de granadas40 milímetros África do Sul 
Browning M2Metralhadora pesada12,7 mm United States
Futuras aquisições dos fuzileiros navais chilenos
NomeTipoEm serviçoorigemNota
Eurocopter AS532 CougarTransporte de helicóptero- França2 unidades.
Veículo de assalto anfíbioVeículo anfíbio- United States12 unidades.
M1128 Sistema Gun móvelVeículo de combate blindado- United States10 unidades.
M1126 Veículo transportador de infantariaVeículo de combate blindado- United States30 unidades.
0 comentários
 
Traduzido Por : Template Para Blogspot Copyright © 2011. astro51 - All Rights Reserved
Proudly powered by Blogger